Pato na cerveja - Founders Porter
Salve salve queridas Capivaras! Já falamos algo sobre harmonização de cerveja com alimentos e hoje iremos falar sobre uma experiência

Pato na cerveja – Founders Porter

Salve salve queridas Capivaras!

Já falamos algo sobre harmonização de cerveja com alimentos e hoje iremos falar sobre uma experiência na cozinha usando cerveja.

Nossa primeira aventura utilizando cerveja foi com uma receita que usa pato.

Temperamos o peito com o sal, o alho, o louro, alecrim a gosto, 1 xícara (chá) do azeite e a cerveja, tampe e deixamos marinar na geladeira por 24 horas.

No dia seguinte… Reservamos a marinada e friamos o peito no azeite restante em uma panela funda, pingando a marinada ao poucos, até dourar. Cozinhanho, em fogo baixo, por 40 minutos ou até a carne ficar macia.

Reservamos o peito em uma travessa, coamos o molho e levamos ao fogo para reduzir e ficar consistente. Adicionamos a cebola e servimos acompanhado de arroz, e maioneze.

Para acompanhar escolhemos a Wild Ruby** da cervejaria Oceânica.

 

*Founders Porter – Cerveja escura, com boa formação de espuma e boa estabilidade; no aroma café, tostado, chocolate amargo, no sabor o café está bem presente, amargo médio-alto, corpo médio-alto, chocolate amargo, no aftestaste café. Porter, Cervejaria Founders, 6,5%, copo sugerido: Pint; temperatura ideal: 6 a 8 º.

** Wild Ruby –  Cerveja na cor rubi, com boa formação de espuma e boa establidade; no aroma notas que remetem a vinho, frutas escuras; no sabor uma leve acidez, frutado, framboesa, cereja, corpo médio. Flandres Red Ale, Cervejaria Oceânica, 6%, copo sugerido: Tulipa; temperatura ideal: 7 a 10º

#

#

 www.acapivaradeucria.com.br

SUA REAÇÃO?

Conversas no Facebook



Conversas no Disqus