Cozinha cervejeira de futura fábrica foi roubada em MG
Como se não bastassem os roubos de cargas nas estradas, agora até mesmo uma cozinha cervejeira inteira foi roubada em Pouso Alegre, MG

É, não tá fácil não empreender nesse país. Que o diga os pequenos produtores de cerveja artesanal. Recentemente tivemos alguns casos de roubo de cargas de cervejarias artesanais no Rio de Janeiro, onde diversos barris de chopp e caixas de cervejas foram levados por bandidos enquanto a mercadoria saía para entrega. 

Como se não bastasse ter que lidar com roubo na estrada, a novidade agora é o roubo dos próprios equipamentos utilizados para produzir a cerveja. Este caso aconteceu em Pouso Alegre, MG, onde bandidos invadiram um sítio e levaram os equipamentos que ali estavam aguardando para entrar em funcionamento em uma nova fábrica.

Nos perguntamos aqui o que o bandido fará com o equipamento. Será que vai ter lançamento no mercado? Pensamos em algumas possibilidades de nomes:

- Cervejaria Bandida, as cervejas são fora da lei;

- Cervejaria Roubada, beba e não caia em uma;

- Cervejaria Malocada, a cerveja é da quebrada;

Você tem alguma sugestão? Compartilhe com a gente. 


Voltando ao assunto, que é sério e muito triste, segue abaixo a nota que circula nas redes sociais. Nunca é demais lembrar que você não deve comprar produto algum o qual você não conhece a procedência, pois você pode estar simplesmente alimentando e perpetuando o crime. Se você ver por aí alguém oferecendo esses equipamentos, entre em contato com o proprietário o mais rápido possível. 


"Caros colegas cervejeiros

Na madrugada de hoje, 06/12, foi roubada uma cozinha cervejeira de 250 l fabricada pela D&E. Essa cozinha estava guardada em um sitio em Pouso Alegre - MG aguardando oportunidade para entrar em funcionamento. E os ladrões entraram no sitio e levaram tudo. Essa cozinha foi inicialmente usada na Cervejaria Buzzi - RJ e eu adquiri quando a Buzzi passou por ampliação.

Material roubado foi:

- Tina de mostura de 250 litros com motor e misturador;

- Tina lauter (circulação) de 250 litros com motor e lâminas;

- Tina de fervura de 300 litros;

- Tanque de água quente de 250 litros;

- Bomba de circulação de mosto;

- Painel de controle de temperatura da tina de mostura com solenoide e controle da bomba;

- Trocador de calor tipo placas;

- Válvulas, tubos e conexões, mangueira e adaptadores;

Solicito a ajuda para divulgar entre os amigos das Acervas MG, RJ e SP bem como Acerva Nacional para se alguém receber alguma informação e puder entrar em contato.

Atenciosamente

João Paulo S. Vilela

WhatsApp: +44 791 715 8835"

SUA REAÇÃO?

Conversas no Facebook



Conversas no Disqus