Colatina aposta em cervejaria para atrair turistas
No Espírito Santo, a cidade de Colatina, distante 150 Km da capital, Vitória, aposta em uma cervejaria para atrair turista para a região. A LiverPub está prevista para inaugurar no início de 2018.

Colatina aposta em cervejaria para atrair turistas

No Espírito Santo, a cidade de Colatina, distante 150 Km da capital, Vitória, aposta em uma cervejaria para atrair turista para a região. A LiverPub está prevista para inaugurar no início de 2018. O nome é o mesmo do tradicional pub que há nove anos é uma das principais opções culturais da cidade por conta da sua programação musical. O mesmo LiverPub chegou em Vitória há seis anos.

“Em Colatina, a cervejaria vai ajudar a atrair pessoas para a cidade. Atualmente, não há muitas opções de lazer por aqui. Colatina é um polo de curso superior. Isso faz com que a cidade tenha muito estudante e uma grande população flutuante”, comenta o cervejeiro responsável pela LiverPub, Carlos Antonio Usbert, mais conhecido como Tom Big Dog.

A cervejaria vai produzir quatro tipos de cerveja, em um total de 250 litros: Pilsen, Weiss, IPA e Stout. As instalações ficarão às vistas do público que, além do pub, terá a opção de degustar a cerveja em um biergarten que também fará parte da cervejaria.

Em termos turísticos, a região serrana do Espírito Santo é a “menina dos olhos” do Estado. Apesar de já atrair muitos visitantes, a região viu o movimento aumentar com a chegada de cervejarias que abriram também pubs. Com a LiverPub, Colatina, com 130 mil habitantes, espera vir a fazer parte das atrações cervejeiras do Estado.

A expectativa é grande. Em julho, quando as obras mal tinham começado, a cervejaria recebeu a visita de autoridades do governo do Estado, além de representantes da Associação dos Cervejeiros Artesanais do Espírito Santo (Acerva) e da própria Acerva de Colatina, que começou a promover workshops cervejeiros no pub.

Durante 28 anos, Tom trabalhou em um escritório de contabilidade. Ele conta que “se libertou” há três anos, quando resolveu transformar a antiga paixão pela arte de fazer cerveja em sua atividade profissional.

“Quando estava na 7 série, amigos compraram um kit de produção de cerveja e produzimos uma em casa. Na segunda vez que tentamos, explodimos tudo e os pais dos meus amigos proibiram a gente de fazer cerveja. Fiquei com aquilo na cabeça e continuei me informando. Aprendi fazendo. Comecei na marra e ainda não perdi uma receita. Dá muito trabalho fazer cerveja porque o processo é muito melindroso”, afirma Tom que, por conta da LiverPub, deixou temporariamente de lado a sua própria cerveja, a Big Dog Brewing.


Siga a coluna no Instagram: @lupulinario

Para falar com a Lupulinário escreva para lupulinario@gmail.com

SUA REAÇÃO?

Conversas no Facebook



Conversas no Disqus