Bloco Eu Amo Cerveja estreia no Carnaval carioca
Novo bloco leva novo integrante para a guerra de marketing carnavalesco travada por cervejarias: a Therezópolis

Bloco Eu Amo Cerveja estreia no Carnaval carioca

Abram alas para um bloco carnavalesco que estreia este ano no Carnaval carioca. Hoje, (sábado, 17), a partir das 13h, o Eu Amo Cerveja faz sua primeira participação na festa momesca, “estacionado” na praça dos Arcos da Lapa, até às 17h. A iniciativa de criação do bloco não partiu de cervejeiros, mas de produtores culturais ávidos apreciadores da bebida. A novidade não passou desapercebida pelo mercado. O bloco vai levar para a rua mais um “personagem” na guerra de marketing que cervejarias travam durante o carnaval. A Therezópolis pede passagem com a ambição de conquistar o coração dos cariocas - em formato de latinha, como recomenda a segurança dos blocos.

Foi  ao redor de uma das mesas do tradicional bar Arco-Íris, na Lapa, que o produtor musical Damião Chagas e os produtores de eventos Roberto Vellozo e Eduardo Gomes idealizaram o bloco. Foi necessário, porém, esvaziar muitas garrafas de cerveja até que a agremiação fosse registrada, no ano passado, e conquistasse o direito de participar oficialmente do Carnaval do Rio.

Chagas, mais conhecido como Dijmmy, também é diretor cultural e social da  Liga dos Blocos do Centro do Rio. Engenheiro por formação, é o atual presidente do Bloco dos Impussivi, formado por funcionários da Petrobrás, que há 15 anos, sai uma vez por ano, na quinta-feira antes do Carnaval.

“Nosso projeto é fazer atividade o ano todo e não ficar apenas restrito ao Carnaval. Fui em busca de patrocínio e mandei proposta para tudo quanto foi cervejaria, inclusive artesanais. A Therezópolis se interessou, de cara”, conta Chagas.

A cervejaria com sede na cidade serrana de Teresópolis lançou, em 2016, a sua Lager Gold, em latão de 473 ml. Com o bloco, o marketing da empresa percebeu uma oportunidade de se aproximar dos cariocas.  Assim, a “guerra cervejeira” do Carnaval do Rio passa a ter também o dourado dentre as cores da sua “bandeira”, ao lado do azul, verde e vermelho.

O Eu Amo Cerveja entra em cena assim que o tradicional bloco Quizomba, que se concentra em frente ao Circo Voador, iniciar seu desfile, em direção ao coração da Lapa.

Quem abre o Carnaval do novo bloco é a roda de samba do grupo Tá com Medo?, que começa a tocar às 13h. Por volta das 14h, a animação esquenta com a bateria Insana, formada por ritmistas de várias escolas de samba. A atração final será a bateria do Eu Amo Cerveja, formada por ritmistas de blocos da Liga do Centro, a partir das 16h.  Os intérpretes Léo Simpatia (Carmelitas) e Nando Alegria (ex-Suvaco do Cristo) acompanharão as baterias.

Além dos três fundadores, integram a diretoria do Eu Amo Cerveja Ricardo Braen (bateria Insana), Rodrigo de Castro (grupo Tá com Medo? e Bloco da Cidade Nova) e Marcos Muniz (bloco Os Cata-Latas, do Grajaú).

Siga a coluna no Instagram: @lupulinario

Para falar com a Lupulinário escreva para lupulinario@gmail.com

SUA REAÇÃO?

Conversas no Facebook



Conversas no Disqus